LEIA MAIS@ 01/07/2020 - 13h21 | Comissão pune presidente do Minas Icesp
LEIA MAIS@ 30/06/2020 - 19h43 | Pleno não conhece recursos de clubes da Paraíba
LEIA MAIS@ 30/06/2020 - 17h28 | STJD mantém absolvição ao Brasil de Pelotas
LEIA MAIS@ 30/06/2020 - 17h00 | Pleno absolve Internacional
LEIA MAIS@ 27/06/2020 - 17h05 | Vice-presidente concede liminar ao Bota

Presidente reconsidera parcial pedido de clubes
01/04/2017 15h20 | STJD

Divulgação
a A

O Presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol, Ronaldo Botelho Piacente, deferiu parcialmente o pedido de reconsideração dos clubes Toledo, Rio Branco e Foz do Iguaçu em Medida Inominada impetrada contra a equipe do JMalucelli por suposta escalação irregular do atleta Getterson no Campeonato Paranaense 2017. Após negativa da paralisação da competição, Ronaldo reconsiderou parcialmente a decisão na tarde deste sábado, dia 1 de abril, determinando a não homologação das partidas na segunda fase do Estadual envolvendo a equipe do J.Malucelli até que o caso seja concluído no STJD do Futebol.

Entenda o caso:

O pedido para paralisação do Paranaense se baseia no fato do JMalucelli ter escalado o atleta Getterson antes da inscrição ser registrada no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF. Denunciado, o clube foi punido em primeira instância no TJD/PR com a perda de 16 pontos, mas teve a decisão reformada e foi absolvido no Pleno do Tribunal Paranaense.

Enquanto aguardam julgamento do recurso no STJD do Futebol, Toledo, Rio Branco e Foz do Iguaçu ingressaram com Medida Inominada com pedido de liminar para paralisação do Campeonato Paranaense até que o caso seja concluído. O pedido foi indeferido  pelo Presidente do STJD, porém os clubes solicitaram reconsideração.

No pedido, o principal argumento dos clubes é que haverá prejuízo irreparável se a competição prosseguir e o JMalucelli perder os pontos no STJD, o que modificaria os jogos das fases seguintes devido o rebaixamento do JMalucelli e o retorno do Rio Branco para a competição.

Após análise dos fatos narrados, o Presidente Ronaldo Botelho Piacente deferiu parcialmente o pedido de reconsideração para determinar a não homologação das partidas realizadas pelo JMalucelli na segunda fase do Paranaense até que o recurso seja julgado e finalizado no Pleno do STJD, última instância nacional.

O caso ainda não tem data de julgamento no STJD do Futebol.


As informações de cunho jornalístico produzidas pela Assessoria de Imprensa do STJD não produzem efeito legal.