LEIA MAIS@ 14/10/2019 - 19h40 | Fla entra com liminar para liberação de Reinier
LEIA MAIS@ 14/10/2019 - 14h50 | Flu: Atletas, Oswaldo, gerente, gandula e clube punidos
LEIA MAIS@ 11/10/2019 - 15h17 | Náutico multado por arremesso e invasão de campo
LEIA MAIS@ 11/10/2019 - 12h02 | Inter: Comissão adverte Bruno e suspende Guerrero e Melo
LEIA MAIS@ 10/10/2019 - 15h57 | Pleno pune Decisão/PE por descumprir regulamento

STJD apresenta Comissão Feminina
27/09/2019 12h05 | STJD

Lucas Figueiredo/CBF
a A

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva apresentou nesta sexta-feira, dia 27 de setembro, a Comissão Feminina, que ficará responsável por julgar os casos de futebol feminino no tribunal. A novidade foi divulgada no 1º Seminário Nacional de Auditores da Justiça Desportiva, realizado no auditório da Confederação Brasileira de Futebol.

Durante apresentação dos nomes que vão compor a comissão, o presidente do STJD, Paulo César Salomão Filho, falou sobre a novidade.

 “A ideia é acompanhar a evolução do futebol feminino, que vem cada crescendo cada vez mais. O empoderamento feminino já é uma realidade. Essa comissão serve não só para fomentar o direito desportivo entre as mulheres, mas também pra engrandecer o futebol feminino.”, disse.

As auditoras e a procuradora já tomaram posse nesta sexta-feira e devem começar o trabalho nos próximos dias.

Confira os nomes das mulheres componentes da comissão:

Gisele Amantino – Presidente
      Dessiré Emmanuelle Gomes dos Santos (Ribeirão Preto/SP) - Auditora
      Mariana Santos de Brito(RS) - Auditora
      Alessandra Paiva - Subprocuradora-geral
      Angela Cristina da Silva ( São José do Rio Preto/SP) - Procuradora
     Selma Fátima Melo Rocha (RJ) - Procuradora
     Nathália  Alvares Campos Fontão (MG) - Procuradora
     Priscila Yamamoto kuroiwa Japiassú (RJ) - Procuradora
     Ketlen Roque dos Anjos (AM) -Procuradora
     Juliana de Souza Camões  Revault (BA) - Suplente
     Ana Luiza de Oliveira Kalil - Advogada dativa

 


As informações de cunho jornalístico produzidas pela Assessoria de Imprensa do STJD não produzem efeito legal.