LEIA MAIS@ 22/05/2024 - 14h42 | Zagueiro do Vitória punido com suspensão e advertência
LEIA MAIS@ 17/05/2024 - 16h11 | Presidente homologa novo formato de pena do Náutico
LEIA MAIS@ 17/05/2024 - 09h05 | STJD comemora escolha do Brasil para Copa do Mundo Feminina
LEIA MAIS@ 16/05/2024 - 12h00 | Nota de pesar: Apolinho, Greco e Silvio Luiz
LEIA MAIS@ 14/05/2024 - 17h13 | Integrantes do Atlético/GO punidos por infrações na estreia da Série A

Eric Ramires tem pena reduzida em última instância
04/04/2024 15h35 | STJD

Site STJD
a A

O Pleno do STJD do Futebol deu provimento ao recurso do Bragantino para reduzir a pena do atleta Eric Ramires de quatro para uma partida de suspensão e negou provimento ao recurso da Procuradoria para majorar a pena de uma partida do atleta Alerrandro, atualmente no Vitória. O recurso foi julgado nesta quinta, 4 de abril, e a decisão proferida por unanimidade dos votos.

Eric Ramires e Alerrandro foram julgados em primeira instância no STJD do Futebol pela expulsão na partida do Bragantino contra o Fortaleza, realizada em 30 de novembro, epla Série A do Campeonato Brasileiro. Denunciados por agressão física, Alerrandro teve a denúncia desclassificada para jogada violenta e recebeu punição de uma partida de suspensão, enquanto Ramires pegou a pena mínima de quatro jogos por agressão.

Concluído o julgamento da Terceira Comissão, a Procuradoria recorreu pedindo a majoração da pena de Alerrandro e o Bragantino recorreu pedindo a redução e reenquadramento na denúncia de Eric Ramires.

Em julgamento do recurso no Pleno, o auditor Felipe Bevilacqua fez o relatório do processo e proferiu seu voto em seguida.

“A interpretação do árbitro, quando da disputa de bola, me parece equivocada uma vez que a bola estava em disputa. Estou negando provimento ao recurso da Procuradoria para manter a pena de uma partida ao atleta Alerrandro e dando provimento para aplicar uma partida de suspensão ao atleta Eric”, explicou o relator.

O Subprocurador-geral João Marcos Siqueira manteve o pedido de majoração a Alerrandro.

“A dificuldade maior que tive foi que os vídeos já não estão mais disponíveis. Há uma divergência e me parece que a bola estava na linha de campo saindo e houve uma discussão se havia disputa ou não da bola. Vou prestigiar o recurso do Dr Rafael Bozano e me valer um pouco da imagem. O pedido é pelo provimento do recurso”.

Os auditores Maurício Neves Fonseca, Ivo Amaral, Sérgio Leal Martinez, Paulo Sérgio Feuz, Carlos Eduardo Cardoso e o presidente José Perdiz de Jesus acompanharam o relator.

Representando o Bragantino, o advogado Guilherme Charles fez a defesa do atleta Eric Ramires, enquanto a advogada Pamela Saleão defendeu Alerrandro, atualmente no Vitória.


As informações de cunho jornalístico produzidas pela Assessoria de Imprensa do STJD não produzem efeito legal.