LEIA MAIS@ 18/05/2022 - 17h36 | Atletiba: Pleno mantém pena aos clubes
LEIA MAIS@ 18/05/2022 - 15h25 | Inquérito: Auditor ouve Fellipe Bastos e supervisor do Goiás
LEIA MAIS@ 18/05/2022 - 14h00 | Hulk absolvido e clubes multados
LEIA MAIS@ 18/05/2022 - 11h19 | Comissão absolve lateral do Londrina
LEIA MAIS@ 17/05/2022 - 07h46 | INT x COR: Procuradoria solicita abertura de inquérito

Atlético/GO e Flamengo em pauta
10/05/2022 18h50 | STJD

Divulgação / Site STJD
a A

Atlético/GO e Flamengo serão julgados no STJD do Futebol. Os clubes responderão pela ação de torcedores que invadiram o campo de jogo em partida do Brasileirão. O processo está na pauta da Quinta Comissão Disciplinar e será julgado nesta sexta, dia 13, a partir das 11h30. A sessão terá transmissão ao vivo no site do STJD.

As invasões aconteceram no jogo entre Atlético/GO e Flamengo, que marcou a estreia das equipes na Série A do Campeonato Brasileiro. No relatório disciplinar da partida o árbitro narrou duas invasões de torcedores que estavam localizados na área destinada a torcida visitante no segundo tempo: um aos 39 minutos e outro aos 43 minutos.

Após o fim do jogo, uma nova invasão ocorreu com diversos torcedores e, segundo o árbitro, "partindo de áreas distintas destinadas as torcidas de ambas as equipes". O árbitro ainda relatou que não foi entregue nenhum documento identificando os infratores.

Para a Procuradoria, os três fatos narrados na súmula configuram infração do Atlético/GO e Flamengo prevista no artigo 213, inciso II, do CBJD.

Art. 213. Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir:

II - Invasão do campo ou local da disputa do evento desportivo;

PENA: multa, de R$ 100 reais a R$ 100 mil reais.

Parágrafo 1º Quando a desordem, invasão ou lançamento de objeto for de elevada gravidade ou causar prejuízo ao andamento do evento desportivo, a entidade de prática poderá ser punida com a perda do mando de campo de uma a dez partidas, provas ou equivalentes, quando participante da competição oficial.

Parágrafo 2º Caso a desordem, invasão ou lançamento de objeto seja feito pela torcida da entidade adversária, tanto a entidade mandante como a entidade adversária serão puníveis, mas somente quando comprovado que também contribuíram para o fato.

Parágrafo 3º A comprovação da identificação e detenção dos autores da desordem, invasão ou lançamento de objetos, com apresentação à autoridade policial competente e registro de boletim de ocorrência contemporâneo ao evento, exime a entidade de responsabilidade, sendo também admissíveis outros meios de prova suficientes para demonstrar a inexistência de responsabilidade.


As informações de cunho jornalístico produzidas pela Assessoria de Imprensa do STJD não produzem efeito legal.