LEIA MAIS@ 04/12/2017 - 16h01 | Ponte: multa, perda de mandos e Rodrigo suspenso
LEIA MAIS@ 04/12/2017 - 14h28 | Corinthians: multa e perda de mando
LEIA MAIS@ 02/12/2017 - 15h14 | Flamengo obtém parcial efeito suspensivo
LEIA MAIS@ 01/12/2017 - 16h34 | Rhodolfo, Vizeu e árbitro punidos
LEIA MAIS@ 29/11/2017 - 13h49 | Presidente interdita Moisés Lucarelli

Rhodolfo, Vizeu e árbitro punidos
01/12/2017 16h34 | STJD

Daniela Lameira / Site STJD
a A

A Quinta Comissão Disciplinar do STJD do Futebol puniu Rhodolfo e Felipe Vizeu pela briga entre os atletas na partida contra o Corinthians. Julgados nesta sexta, dia 1 de dezembro, Rhodolfo recebeu cinco partidas de suspensão e Vizeu quatro jogos. Também denunciados, o árbitro Wagner Reway recebeu 30 dias de suspensão e multa de R$ 100 e o Flamengo multa de R$ 1 mil. A decisão proferida por maioria dos votos cabe recurso.

Presente no julgamento o árbitro Wagner Reway prestou depoimento e explicou o motivo de não ter punido os atletas do Flamengo em campo. "Não conseguimos ver a agressão, infelizmente." O árbitro afirmou ainda ter visto que Vizeu levantou o braço na comemoração do gol, porém não conseguiu identificar o gesto. "Senti que levantou o braço, mas não vi que levantou o dedo." Reway disse ainda que se tivesse presenciado os fatos teria aplicado o vermelho nos dois momentos.

Com a palavra, o advogado Michel Assef Filho pediu que o processo retornasse para a Comissão de origem. Com o pedido negado, o advogado sustentou a troca de hostilidades entre os atletas. "Tem relevância o que aconteceu depois. No vestiário já estava tudo esclarecido. Foi um desentendimento entre amigos. Duvido que se tivesse acontecido entre adversários teriam sido punidos. O que houve não passa de uma troca de hostilidades. Agressão tem que colocar em risco a integridade. Olha o tamanho desses caras."

Pela Procuradoria, João Rafael Soares disse que Rhodolfo agrediu duas vezes, com a cabeça e com um soco na linha da cintura. Além da ameaça de "quebrar ele lá dentro". Sobre Vizeu, diz que também faz o movimento de cabeçada, além do gesto obsceno "de grande gravidade" após marcar o gol. João Rafael destacou ainda que havia a possibilidade de videoconferência dos atletas para depoimento .

Relator do processo, o Auditor João Riche votou para aplicar quatro partidas a Rhodolfo pela agressão (artigo 254-A) e desclassificar a ameaça para conduta contrária á disciplina (artigo 258) com uma partida de suspensão. A Vizeu aplicar quatro jogos , sendo dois jogos por ato desleal (artigo 250) e dois por conduta contrária à disciplina (artigo 258); multar em R$ 1 mil o Flamengo pelo atraso no segundo tempo (artigo 206) e suspender por 30 dias e aplicar ,multa de R$ 100 ao árbitro Wagner Reway no artigo 266.

O Auditor Eduardo Mello divergiu para aplicar um total de três jogos a cada atleta, enquanto o presidente em exercício, Auditor José Nascimento acompanhou o relator na íntegra.


As informações de cunho jornalístico produzidas pela Assessoria de Imprensa do STJD não produzem efeito legal.