LEIA MAIS@ 04/12/2017 - 16h01 | Ponte: multa, perda de mandos e Rodrigo suspenso
LEIA MAIS@ 04/12/2017 - 14h28 | Corinthians: multa e perda de mando
LEIA MAIS@ 02/12/2017 - 15h14 | Flamengo obtém parcial efeito suspensivo
LEIA MAIS@ 01/12/2017 - 16h34 | Rhodolfo, Vizeu e árbitro punidos
LEIA MAIS@ 29/11/2017 - 13h49 | Presidente interdita Moisés Lucarelli

Cruzeiro: Infração na final da Copa BR
11/10/2017 10h08 | STJD

Daniela Lameira
a A

O Cruzeiro será julgado no STJD do Futebol pela conduta de seus torcedores na final da Copa do Brasil, no Mineirão. Pelo arremesso de objetos no campo de jogo o clube corre risco de ser punido com multa e até perda de mando de campo. O processo será julgado pela Terceira Comissão Disciplinar em sessão agendada para a próxima quarta, dia 18 de outubro, a partir das 14h30.

Na súmula da partida, realizada no dia 26 de setembro, o árbitro Luiz Flavio de Oliveira narrou o arremesso de um objeto no campo que atingiu o médico do Flamengo.

“Ao término das disputas desde o ponto penal, fui informado pelo quarto árbitro Miguel Cataneo Ribeiro da Costa, que um objeto não identificado vindo da torcida da equipe do Cruzeiro E.C. atingiu a cabeça do Sr. Márcio A. Tannure, médico da equipe do C.R.Flamengo, causando sangramento”, narrou.

Matérias jornalísticas dão conta que o médico do Flamengo necessitou de atendimento e recebeu três pontos na região da cabeça. Ainda de acordo com reportagens e documentos, torcedores do Cruzeiro arremessaram garrafas, além das pedras, na direção da torcida do Flamengo e da Tribuna de Imprensa.

Para a Procuradoria o clube mandante cometeu infração ao artigo 213, inciso III, parágrafo 1º do CBJD ao “deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir lançamento de objetos no campo de jogo”. A pena é de multa entre R$ 100 e R$ 100 mil e, se considerada de elevada gravidade, o clube poderá ainda ser punido om a perda de até 10 mandos de campo.


As informações de cunho jornalístico produzidas pela Assessoria de Imprensa do STJD não produzem efeito legal.