LEIA MAIS@ 22/02/2018 - 20h00 | TJD/SC recebe Pleno do STJD
LEIA MAIS@ 22/02/2018 - 15h38 | Pleno fixa três jogos para organizadas do Ceará
LEIA MAIS@ 19/02/2018 - 11h08 | Pleno confirma sessão em Balneário Camboriú
LEIA MAIS@ 16/02/2018 - 18h29 | Afastamento das organizadas do Ceará em pauta
LEIA MAIS@ 08/02/2018 - 19h02 | Expediente STJD / Carnaval

Corinthians x Palmeiras: clássico em pauta
10/11/2017 21h14 | STJD

Daniela Lameira
a A

O clássico entre Corinthians e Palmeiras chegou ao STJD do Futebol. Denunciados por confusão no intervalo, Clayson e Felipe Melo serão julgados por conduta contrária à disciplina. Expulso em campo o atacante Dayverson será julgado por praticar agressão física, enquanto os clubes responderão por atraso e o árbitro Anderson Daronco por não cumprir as regras da modalidade. O processo será julgado na próxima quinta, dia 16 de novembro, a partir das 10h30, em sessão da Quinta Comissão Disciplinar.

Em vídeo veiculado após o clássico, realizado no último dia 5, Clayson e Felipe Melo se desentenderam no túnel de acesso aos vestiários na saída do primeiro tempo. Após análise dos fatos, a Procuradoria denunciou ambos os atletas por conduta contrária à disciplina e ética desportiva (artigo 258 do CBJD). A infração tem como punição a suspensão de uma a seis partidas.

Expulso nos acréscimos do segundo tempo, o atacante Deyverson corre risco de pena maior, Segundo narrado na súmula, o atleta do Palmeiras atingiu o adversário com uma cotovelada no rosto. Pelo episódio o jogador foi denunciado por praticar agressão física (artigo 254-A do CBJD), que prevê suspensão de quatro a 12 jogos.

Ainda na súmula o árbitro Anderson Daronco informou o atraso de um minuto na entrada das equipes para o reinício do jogo. Diante do STJD, os clubes serão julgados por infração ao artigo 206 e podem ser multados em até R$ 1 mil.

Daronco também em pauta:

Responsável por apitar a partida o árbitro Anderson Daronco também será julgado. Aos 17 minutos do segundo tempo o atleta Gabriel, do Corinthians, deixou o gramado ara receber atendimento médico e retornou em seguida sem a autorização da arbitragem. Por não advertir o atleta com o cartão amarelo como determina a Regra 03, item 8, do Livro de Regras do Futebol, o árbitro responderá ao artigo 259 do CBJD (não observar as regras da modalidade) e pode ser suspenso por 15 a 120 dias e multado entre R$ 100 e R$ 1 mil.


As informações de cunho jornalístico produzidas pela Assessoria de Imprensa do STJD não produzem efeito legal.