LEIA MAIS@ 07/12/2018 - 12h56 | Vasco, presidente e técnico punidos
LEIA MAIS@ 07/12/2018 - 10h06 | Pleno multa e bane Amadeu Rodrigues
LEIA MAIS@ 06/12/2018 - 12h37 | Palmeiras x Ceará: penas de Mattos e Lisca majoradas
LEIA MAIS@ 04/12/2018 - 21h18 | Pleno do STJD debate em Workshop do novo CBJD
LEIA MAIS@ 04/12/2018 - 14h05 | Processo de Amadeu Rodrigues é reagendado

Corinthians: multa e perda de mando
04/12/2017 14h28 | STJD

Assessoria do STJD
a A

Campeão do Campeonato Brasileiro da Série A, o Corinthians foi punido pela ação de seus torcedores na partida contra o Fluminense, duelo que confirmou o título da competição ao clube paulista. Denunciado por não prevenir e reprimir desordens o Corinthians foi julgado nesta segunda dia, 4 de dezembro, e acabou punido com multa de R$ 50 mil e perda de um mando de campo. A decisão, proferida por maioria dos votos, cabe recurso.

Corinthians e Fluminense se enfrentaram em partida que marcou a 35ª rodada da Série A. Na súmula foi narrada a paralisação da partida por sete minutos devido o acendimento de sinalizadores na arquibancada do time mandante. O fato ocorreu aos 40 minutos do segundo tempo e a partida teve que ser paralisada devido a grande quantidade de fumaça que se espalhou pelo campo.

Para a Procuradoria a equipe mandante cometeu infração ao artigo 213, inciso I, parágrafo 1º do CBJD por não prevenir e reprimir desordem em sua praça de desporto.

A defesa do Corinthians foi sustentada pelo advogado João Zanforlin.

Após as sustentações da Procuradoria e defesa e levando em consideração a reincidência do Corinthians, a relatora do processo, Auditora Michelle Ramalho votou para aplicar multa de R$ 50 mil ao clube e perda de um mando de campo.

Os Auditores Gustavo Pinheiro e Douglas Blaichman acompanharam a multa, porém não aplicaram a perda de mando de campo. Já o Auditor Alexandre Magno e o Presidente Lucas Rocha seguiram na íntegra o voto da relatora.

 


As informações de cunho jornalístico produzidas pela Assessoria de Imprensa do STJD não produzem efeito legal.