LEIA MAIS@ 07/12/2018 - 12h56 | Vasco, presidente e técnico punidos
LEIA MAIS@ 07/12/2018 - 10h06 | Pleno multa e bane Amadeu Rodrigues
LEIA MAIS@ 06/12/2018 - 12h37 | Palmeiras x Ceará: penas de Mattos e Lisca majoradas
LEIA MAIS@ 04/12/2018 - 21h18 | Pleno do STJD debate em Workshop do novo CBJD
LEIA MAIS@ 04/12/2018 - 14h05 | Processo de Amadeu Rodrigues é reagendado

Corinthians acolhe transação para Clayson
19/09/2018 13h03 | STJD

Daniela Lameira/ Site STJD
a A

Punido com dois jogos de suspensão por jogar água e atingir uma torcedora da Chapecoense, o atleta Clayson retornou ao STJD do Futebol nesta quarta, dia 19 de setembro. Com recurso em pauta, o Corinthians acolheu transação disciplinar sugerida pela Procuradoria para manter as duas partidas a Clayson pela conduta inadequada e ainda acrescentar uma multa de R$ 3 mil que deverá ser entregue pessoalmente pelo atleta a uma instituição de caridade. A transação foi homologada pelo relator do processo, Auditor Antônio Vanderler de Lima.

A conduta do atleta do Corinthians na partida contra a Chapecoense , pela Série A do Campeonato Brasileiro, foi reprovada e denunciada pelo STJD do Futebol. Enquadrado por conduta antidesportiva prevista no artigo 258 do CBJD, o jogador foi julgado e recebeu duas partidas de suspensão. Apesar da decisão, a Procuradoria recorreu pedindo a majoração da pena.

Diante do Pleno, última instância nacional, o Procurador-geral Felipe Bevilacqua sugeriu uma transação disciplinar ao atleta para manter a pena de dois jogos e ainda aplicar uma multa de R$ 3 mil como caráter pedagógico . Bevilacqua determinou ainda que o valor seja revertido para uma instituição de caridade indicada pelo clube e que Clayson visite e entregue brindes no local.

A sugestão foi acolhida pelo advogado do Corinthians, João Zanforlin, que se comprometeu em enviar fotos do cumprimento da decisão.


As informações de cunho jornalístico produzidas pela Assessoria de Imprensa do STJD não produzem efeito legal.