LEIA MAIS@ 23/10/2020 - 13h01 | Rafael Bastos suspenso e multado
LEIA MAIS@ 22/10/2020 - 12h32 | Atleta do Audax punida por agressão
LEIA MAIS@ 21/10/2020 - 14h56 | Presidente não recebe impugnação do Grêmio
LEIA MAIS@ 21/10/2020 - 11h20 | Terceira Comissão: sessão cancelada
LEIA MAIS@ 20/10/2020 - 20h33 | Presidente indefere pedido do São Paulo

CEA x SAN: Processo retirado de pauta
07/10/2020 13h50 | STJD

Daniela Lameira / Site STJD
a A

A Terceira Comissão Disciplinar do STJD do Futebol iniciou na manhã desta quarta, dia 7 de outubro, o julgamento das expulsões e infrações ocorridas na partida entre Ceará e Santos, pela Série A do Campeonato Brasileiro. Apesar de iniciar o julgamento, os auditores identificaram a ausência de intimação do árbitro e assistente da partida e, por isso, determinaram a retirada do processo de pauta. O processo retornará na próxima pauta que ainda será agendada.

Na partida válida pela Série A do Brasileirão, o Ceará teve os atletas Samuel Xavier, Bruno Pacheco e Leandro Carvalho, além do técnico Guto Ferreira expulsos e os dirigentes Eduardo Arruda, Jorge Macedo e João Paulo citados na súmula por desrespeito contra a arbitragem. Pelo Santos, os atletas Luan Peres e Alisson também receberam o cartão vermelho.

Em julgamento na Terceira Comissão Disciplinar os auditores ouviram os atletas Samuel Xavier e Luan Peres em depoimento para explicarem os fatos narrados na súmula da partida. Os auditores então desmembraram o julgamento em duas partes: atletas e técnico e, em seguida, dirigentes.

Após votarem quanto a primeira parte, os auditores identificaram a falta de intimação do árbitro Wagner Reway e do assistente Kildenn Tadeu Morais de Lucena, conforme solicitado na denúncia da Procuradoria. Com isso, o processo foi retirado de pauta e nenhuma decisão proclamada.


As informações de cunho jornalístico produzidas pela Assessoria de Imprensa do STJD não produzem efeito legal.