LEIA MAIS@ 16/11/2018 - 16h16 | Pleno pune 24 denunciados na Operação Cartola
LEIA MAIS@ 13/11/2018 - 13h21 | Mayke e Diogo Barbosa cumprem Transação Disciplinar
LEIA MAIS@ 12/11/2018 - 15h46 | Comissão adverte goleiro do São Paulo
LEIA MAIS@ 12/11/2018 - 14h10 | Palmeiras x Ceará: Deyverson, Mattos e técnicos punidos
LEIA MAIS@ 09/11/2018 - 12h22 | Pleno: Sessão agendada com 16 processos

Aguirre e Moisés denunciados pela Procuradoria
14/08/2018 19h54 | STJD

CBF
a A

A Quarta Comissão Disciplinar julgará na próxima sexta, dia 17 de agosto, Aguirre e Moisés, ambos do Botafogo. Expulso contra o Flamengo, Aguirre responderá por jogada violenta, enquanto Moisés será julgado por pisão em Matheus Sávio. A sessão está agendada para iniciar às 10h, no plenário no STJD do Futebol.

Pela Série A do Campeonato Brasileiro, Flamengo e Botafogo se enfrentaram no dia 21 de julho, no Maracanã. Na súmula o árbitro informou a expulsão de Aguirre nos acréscimos do segundo tempo por jogada violenta ao atingir o adversário Pará com um carrinho.

“Expulso com cartão vermelho direto por atingir com as travas da chuteira a perna de seu adversário n°21 Sr. Marcos Rogério Ricci Lopes, utilizando de força excessiva na disputa da bola”, escreveu o árbitro Luiz Flávio Oliveira.

Aos 23 minutos do segundo tempo um lance não foi visto pela arbitragem, mas foi denunciado pela Procuradoria da Justiça Desportiva. O lateral-esquerdo Moisés fez falta empurrando Moisés. O meia do Flamengo caiu e Moisés pisou nas costas do adversário.

Após análise da súmula e vídeos da partida, a Procuradoria denunciou Aguirre por jogada violenta prevista no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva que tem como punição a suspensão de uma a seis partidas. A situação de Moisés é um pouco mais delicada. O lateral alvinegro responderá por praticar agressão física que consta no artigo 254-A do CBJD e tem como pena a suspensão mínima por quatro partidas podendo chegar até 12 jogos.


As informações de cunho jornalístico produzidas pela Assessoria de Imprensa do STJD não produzem efeito legal.